O Drive File Stream é uma solução leve, ocupa pouco espaço do seu HD e exige muito pouco da máquina. Porém alguns hábitos podem modificar esse comportamento da solução.


Como o próprio nome sugere o Drive File Stream faz um Stream dos seus dados, isso quer dizer que embora você possa ver eles sincronizados na sua máquina eles não estão ali de fato e isso faz com que os usuários tenham um ganho tanto do desempenho do uso da solução quanto em armazenamento local.


Porém, existe a opção de tornar arquivos e pastas visíveis off-lineEssa opção pode trazer vantagens em determinados momentos, porém deve ser usada com cautela, pois os arquivos passarão a consumir espaço do seu HD e esse habito pode armazenar um grande volume em cash do Drive File Stream.


Caso você tenha algum problema de desemprenho em relação ao Drive File Stream, siga os procedimentos abaixo.


  1. Certifique-se de que nenhuma sincronização esteja ocorrendo no momento;
  2. Desinstale o Drive File Stream;
  3.  Navegue até a pasta local: C:\Users\[ Usuário local ]\AppData\Local\Google
  4. Note que existe uma pasta chamada DriveFS, essa é a pasta que contém os dados de cache, delete essa pasta;
  5. Reinstale o Drive File Stream


Caso o procedimento acima não resolva o problema, verifique se o seu antivírus não está impedindo a sincronização do Drive File Stream, é possível criar uma regra de exceção para que o antivírus não faça bloqueios  nas sincronizações. 


A limpeza de cache e a regra de exceção no antivírus resolvem a grande maioria os problemas de sincronização, porém caso esses procedimentos não sejam suficientes, navegue até a pasta C:\Users\[ Usuário local ]\AppData\Local\Google\DriveFS, veja que existe uma pasta chamada "Log", envie essa pasta ao nosso suporte para que possamos analisar. É impotente que o envio da pasta "Log" seja realizado apenas após limpar a cache, caso contrário os arquivos de "Log" serão muito extensos impossibilitando a analise.